Apresentação

Pai e filho encontram-se parados no trânsito. O menino começa a desenhar e a "viajar" com o pai nesse desenho, até que são chamados à realidade por uma menina que lhes pede um trocado. Ao contrário de afastá-la, resolvem atraí-la para aquele universo de imaginação, restabelecendo-lhe a possibilidade de sonhar.


Image-placeholder-1

Trecho do Livro

“"...- Gostou, pai? - Gostei, Bruno, mas desenha um cavalo, um monte de galinhas, uma vaca, um gato e um cachorro. - Dá muito trabalho, pai. - Ah, filhão, por favor... Só o tempo que você tá aí reclamando já dava para ter feito o gato. - Por que você não desenha? - Porque eu gosto mais do seu desenho. - Tá bom, mas vai demorar. - A gente tem tempo de sobra. Bruno colocou a língua entre os lábios para concentrar-se melhor no traçado. Cinco minutos depois ele quebrou o silêncio. - Acabei! - Deixa-me ver. Ficou bom. Está faltando um sol e um arco-íris. - Então, dá o desenho. - Toma. - Sol com sorriso ou sem sorriso? - Escolhe você...." ”




VOLTAR