Apresentação

Insatisfeita com a própria vida, a Bruxa Cremilda resolve criar uma fórmula para o amor. Para isso, tira umas férias de quarenta dias e, finalmente, acaba sonhando com a fórmula. Depois de vários testes, verifica que a fórmula realmente funciona. O surpreendente é o que ela faz com a tal fórmula do amor.


Image-placeholder-1

Trecho do Livro

“"...Cremilda releu enciclopédias importantes, arriscou experiências diferentes, fez contas atrás de contas e, depois de cercar e tentar todos os raciocínios químicos e matemáticos por meses e meses, a bruxa cientista desistiu de procurar a fórmula do amor. Ela convocou uma longa e secretíssima reunião com o seu inseparável assistente pato Epitáfio. Ficaram horas conversando e os dois, finalmente, chegaram a um acordo. Decidiram que o Epitáfio ficaria trabalhando no laboratório e a Cremilda tiraria umas férias de quarenta dias. Ela estava precisando de um tempo só para ela. Um tempo para filosofar e refletir sobre a vida e as coisas do coração. Depois de arrumar uma mala bastante leve e dar um abraço no Cristóvão e no Epitáfio, a Cremilda montou em sua vassoura e ganhou o céu. Ela e a vassoura atravessaram um oceano, dois desertos, três florestas e aterrissaram em uma montanha. Que vista maravilhosa! Cremilda nem pensou duas vezes, montou a sua barraca lá mesmo. O lugar perfeito para pôr os pensamentos em dia. E foi no alto da montanha que a Cremilda meditou, rezou, levitou e conversou com seus botões. Ela quis criar cremes poderosos, xampus miraculosos, batons magnéticos, sabonetes transformadores e conseguiu. Criou fama, fortuna e espalhou beleza pelos quatro cantos do planeta. Por que não conseguia inventar a fórmula do amor? Onde estava o seu erro? Que ingrediente estava faltando?..."”




VOLTAR PARA CATEGORIA